Boarding

Pass

Galeria 90 – Rio de janeiro

2006

 

“Para los trabajos descritos como serigrafías, las obras pueden provocar cierta inquietud en el espectador. Una serigrafía que no parece serigrafía, la técnica que sólo existe para que no tomemos conocimiento de ella. Seguramente, el objetivo último de toda técnica, pero de lo que acostumbramos olvidarnos.”

Reynaldo Roels Jr. 

Curador del MAM de Rio de Janeiro (2007 – 2009), crítico de arte, Director de la EAV Parque Lage.

 

“Acompanhei atenta e sistematicamente o processo de trabalho de Ileana: a sua longa exploração dos limites da matriz, a incorporação da superfície impressa também como área de gravação, a incorporação da palavra como caligrafia e desenho, a delicada exploração do espaço entre a bi-dimensionalidade e a tri-dimensionalidade, as superposições de transparências e opacidades e, finalmente, a intensa assimilação da fotografia na construção de um novo campo de possibilidades visuais para a tão estigmatizada serigrafia. Não é pouco. Não é acidental. Não é irrelevante.”

George E. Kornis

 Profesor de Historia del Grabado y teoría de la imagen múltiple – Coleccionista